Alexandre Vogler & Ronald Duarte
Ateliê Encantado | In Residence 5ª edição
2021
21 Outubro

//

19:00

//

Entrada livre
Ateliê Encantado | In Residence 5ª edição
21 Outubro

//

19:00

//

Entrada livre

Poster

Image

Ateliê Encantado 

In Residence 2021, 5a edição | Projeto apoiado pela Câmara do Porto

artistas: Alexandre Vogler & Ronald Duarte 

Abertura: 21.10 (QUI), a partir das 19h, sala de exposições

Patente até: 20.11


Às 17h, performance “Touro Negro Encantado”, pela cidade do Porto mediante inscrição. Informações e inscrições neste link


[Entrada Livre]


Alexandre Vogler e Ronald Duarte são os convidados para a 5ª edição do In Residence, realizado com apoio da Câmara do Porto. Este programa está integrado ao projeto Caravana vocacionado à criação artística, da Saco Azul e do Maus Hábitos. 

Alexandre Vogler desenvolve desde 2000 trabalhos em contexto público e sistemas de comunicação, coletiva ou individualmente. Ronald Duarte apresenta uma produção cuja obra in situ é profundamente enraizada no seu contexto local e que, recorrendo à intervenção urbana como a sua estratégia de ação traz uma relação de continuidade simbólica com os espaços onde atua. Ambos os artistas participaram de importantes exposições no Brasil e no mundo, e foram indicados ao prémio PIPA, uma das mais importantes premiações brasileiras em  artes visuais.

 

O projeto de residência Ateliê Encantado, desenvolvido pelos artistas Alexandre Vogler e Ronald Duarte tem como princípio a criação de um laboratório que concentre a pesquisa de elementos encantados (de fato ou como autoficção), reunidos sob a forma de um espaço instalativo que ative as propriedades mágicas de elementos colhidos e criados. Na cultura ameríndia, diz-se encantado os seres que, animados por forças desconhecidas, habitam o céu, as selvas, as águas ou os locais sagrados. A crença popular refere-se ao encantamento como processos mágicos, tomados por deslumbramento, atuante na esfera do sensível - embora sua existência não goze de comprovação.


Biografias:


ALEXANDRE VOGLER

Artista Plástico, Doutor em Linguagens Visuais pelo Programa de Pós-Graduação da Escola de Belas Artes – UFRJ. Professor do Instituto de Artes da UERJ. Desenvolve desde 2000 trabalhos em contexto público e sistemas de comunicação, individualmente ou em coletivos.

Investiga a construção de estruturas de ativação e propagação de energia vital, seja por intermédio de configurações planares ou projetos instalativos / ambientais. Exibiu trabalhos na X Bienal de Havana, Portikus Frankfurt, MHKA Antuérpia, X Bienal do Mercosul e Panorama da Arte Brasileira (em Atrocidade Maravilhosas, 2001). Realizou individuais no Paço Imperial, 2018; Centro Cultural São Paulo, 2009, Galeria A Gentil Carioca (2007 e 2005) e Galeria CRUARB - Porto, Portugal (2000). Integrou os coletivos de artistas Atrocidades Maravilhosas, Rradial e Tupinambá Lambido (em atividade). Diretor do curta-metragem Base para Unhas Fracas, 35mm, 2011 e da montagem teatral Aplique de Carne (2013).

Artista residente do Programa Ateliers da Lada, 2000/01 no Porto, Portugal e FLAT Residency em Amsterdam, 2010.  


RONALD DUARTE

Artista plástico, mestre em História da Arte com habilitação em Linguagens Visuais pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Nos últimos 20 anos participou de importantes exposições e eventos culturais no Brasil e no Mundo. Faz sua primeira individual em 1999 no IBEU de Copacabana, Rio de Janeiro, RJ, em seguida em 2000 expõe no Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, RJ; em 2001 e 2002 ganha o Prêmio Interferências Urbanas em Santa Teresa, Rio de Janeiro, RJ, com os trabalhos “O Que Rola Vc Vê” e “Fogo Cruzado”; em 2004 ganha da Funarte o Prêmio Projéteis em Arte Contemporânea e realiza pela primeira vez o “Nimbo//Oxalá”; em 2005 apresenta o “Fumacê do Descarrego” no Ano do Brasil na França no evento Nuit Blanche em Paris, França; em 2006 ganha o Prêmio Marcantonio Vilaça – Funarte com a série de vídeo “Guerra é Guerra”; em 2007 interfere no Museu Imperial de Petrópolis, RJ com o trabalho “Funk da Coroa Imperial”,“O Museu como lugar”, Petrópolis, RJ; em 2008 ganha o Prêmio Iberê Camargo, apresentando a Performance “Alvo Fácil” na Cidade do Porto, Portugal, Fundação Serralves, Portugal; em 2009 convidado a participar da 10ª Bienal de Havana, Cuba com o trabalho “Nimbo//Oxalá”, que será apresentado também na 2ª Bienal do Fim do Mundo, Ushuaia, Patagônia, Argentina; no mesmo ano propõe uma guerra civil em Paint Ball no Museu Het Domain, Sittard, Holanda; em 2010 participa como convidado da 29ª Bienal de São Paulo, SP, e participa da exposição Afro-Modern na Tate Galery, Liverpool, Reino Unido, essa mesma mostra foi para o Centro Galego de Arte Contemporânea, Santiago de Compostela, Espanha; em 2011 ganha o Prêmio da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, RJ, apresenta o trabalho “Peito de Aço” é convidado pra fazer a Abertura da Art Basel, Miami, EUA e em seguida representa o Brasil na Europália, Bélgica, no mesmo ano participa da 4ª Bienal de Porto Santo, no arquipélago da Madeira, Portugal, apresentando o trabalho “O Brilho dos Olhos”; em 2012, Ano do Brasil em Portugal, é convidado como curador e artista no projeto “Tranza Atlântica” em Guimarães, Portugal, Capital Cultural Européia; em 2013 é convidado a participar da Feira do livro de Frankfurt no Ano do Brasil na Alemanha; em 2014 apresenta “Matadouro/Boiada de Ouro”, no Neuen Berliner Kunstverein, Berlim, Alemanha.

Image

Maus Hábitos

Rua Passos Manuel 178, 4º

4000-382 Porto

T: 937 202 918 (Restaurante)

T: 222 087 268 (Escritório)

F: 222 000 134

geral@maushabitos.com

Segunda | 18:00 — 24:00

Terça a Quarta | 12:00 — 24:00

Quinta | 12:00 — 2:00

Sexta e Sábado | 12:00 — 6:00

Fechado aos domingos

ImageImageImageImage

Projeto co-financiado por:

Image

Maus Hábitos © 2021

powered by

Image