Image
Ana Pérez-Quiroga
De qué casa eres?
2021
17 junho

//

17:00

//

Entrada livre

voltar atrás

Ciclo "Poético ou Político?" com curadoria de João Baeta

De qué casa eres?

Ana Pérez-Quiroga


[𝗘𝗻𝘁𝗿𝗮𝗱𝗮 𝗟𝗶𝘃𝗿𝗲]


Interessa-me particularmente debruçar-me sobre o fenómeno sociopolítico da história de Espanha que foi o exílio de 2.895 crianças republicanas na União Soviética devido à Guerra Civil Espanhola (1936-1939). A vida e experiência destas crianças ao longo de 20 anos - sendo que as primeiras crianças a retornar a Espanha só o puderam fazer em 1956 - retratam e testemunham diversos acontecimentos, como a invasão da URSS pela Alemanha Nazi na II Guerra Mundial.

Das 2.895 crianças que estiveram na Rússia, duas delas são a minha mãe e a minha tia. É a partir dos seus relatos, memórias, canções e fotografias, que este projeto assume um cariz autobiográfico. 

 “¿De qué casa eres?” era a pergunta que as crianças faziam para saber a que colégio interno pertenciam. Curiosamente, ainda hoje estas pessoas partilham esta questão entre si. Mas esta problemática transcende a simples questão, sendo ampliada para uma dimensão de pertença a um país, já que estas crianças sempre foram vistas na Rússia como espanholas, e quando retornaram a Espanha, eram conhecidas como “as crianças russas”. 

Este tipo de questionamento toca de perto qualquer migrante, segregando-o.


//


BIO


Ana Pérez-Quiroga, nasceu em 1960, em Coimbra. Artista Visual e performer. Vive e trabalha em Lisboa. As suas temáticas centram-se em torno do quotidiano e seu mapeamento, a importância dos objetos comuns na construção da autorrepresentação e problemáticas de género, materializadas em diversos suportes: instalação, objetos, fotografia, têxteis e performance.  

Licenciada em Escultura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, tem o Curso Avançado de Artes Plásticas, do Ar.Co; é Mestre em Artes Visuais Intermédia pela Universidade de Évora e é Doutora em Arte Contemporânea pelo Colégio das Artes da Universidade de Coimbra. É investigadora no CHAIA - Centro de História de Arte e Investigação Artística da Universidade de Évora.

Expõe regularmente, a solo e em colectivo, desde 1999, tendo exibido o seu trabalho em instituições nacionais e internacionais. O seu trabalho encontra-se representado em diversas coleções institucionais.

Tem integrado programas de residências internacionais com bolsas da Fundação Oriente; Fundação Gulbenkian; Institut français du Portugal - Cité international des Arts - Paris; Criatório Câmara Municipal do Porto; Fundação para a Ciência e Tecnologia. Tem um ateliê apoiado pela Câmara Municipal de Lisboa.

Foi distinguida com o prémio da Sociedade Portuguesa de Autores - SPA, para a melhor exposição de Artes Plásticas de 2014.

Image

Horários

Segunda-feira (MON) – 18:00 - 24:00

Terça-feira (TUE) - 12:00 - 24:00

Quarta-feira (WED) - 12:00 - 24:00

Quinta-feira (THU) - 12:00 - 02:00

Sexta-feira (FRI) - 12:00 - 06:00

(salão nobre até 04:00)

Sábado (SAT) - 12:00 - 06:00

(salão nobre até 04:00)

Domingo (SUN) – Encerrado/ Closed

 

(serviço cozinha:  até às 23:00 //

Sexta e Sábado até 24:00)


Contactos

T: 937 202 918 (Restaurante)

T: 222 087 268 (Escritório)

T: 918 458 863 (Alugueres)

geral@maushabitos.com
eventos@maushabitos.com

Morada

Maus Hábitos

Rua Passos Manuel 178, 4º

4000-382 Porto

Image

Horários

Quarta-feira (WED) a Domingo (SUN) - 17:00 - 02:00



Contactos

T (+351) 91 678 678 7

vicios.vilareal@maushabitos.com

Morada

Café-Concerto

Alameda de Grasse, Edifício Teatro

5000-703 Vila Real

Projeto co-financiado por:

Image